Como tornar sua moradia sustentável

Publicado em 15/07/2020 por Marciane - Urbana

Muitas estratégias utilizadas podem parecer caras ou difíceis de encaixar no dia a dia, fazendo com que muitas pessoas deixem a sustentabilidade de lado, por acreditarem ser algo impossível de alcançar. Contudo, existem várias maneiras de tornar sua moradia sustentável de forma simples e sem precisar gastar muito. 


Isso porque, o conceito de casa sustentável está atrelado ao compromisso de as pessoas adotarem políticas de sustentabilidade de acordo com a sua realidade. 


Então, se você quer entender um pouco melhor como você pode tornar sua moradia sustentável continue lendo esse post.  


1. Tenha plantas

Faça uma horta em sua casa, se adaptando ao espaço do local. Procure um ambiente que receba luz solar e aposte em alimentos que utilize no dia a dia, pois além de evitar alimentos com agrotóxicos, você ainda ajuda na purificação do ar. 


Inclusive, plantas nos ambientes também podem ajudar, visto que consomem o gás carbônico e liberam oxigênio. Procure aquelas que suportam ambientes fechados com luz indireta, como samambaias, ráfias, jiboia, lírio da paz, espada de São Jorge, suculentas, bambu mossô, etc.



2. Dê preferência para lâmpadas de LED

Esse tipo de lâmpada é a que possui menor consumo de energia, visto que gasta 7W de potência, enquanto outras consomem 15 e 60W. Por mais que seu custo seja um pouco maior que as demais, o investimento é super válido, pois além de tornar sua casa sustentável, a lâmpada de LED possui maior durabilidade. Além disso, por consumir menos energia, consequentemente sua conta possuirá menor valor do que com lâmpadas comuns, equilibrando o investimento feito anteriormente.


3. Use e abuse da energia solar

Instalar painéis solares é uma forma de tornar sua moradia sustentável, visto que eles convertem a luz do sol em energia elétrica. No entanto, sabemos que não são todas as pessoas que têm acesso a esse tipo de investimento e por isso, é possível aproveitar a luz solar de outras formas. 


Ou seja, deixe as janelas abertas para que a incidência de luz seja maior e você possa utilizar menos energia elétrica. Além de auxiliar na renovação do ar, você ainda aproveita a luz natural para realizar suas tarefas.


4. Aproveite a água da chuva

Por mais que possa parecer infinita, a água pode e deve ser reaproveitada quando possível. 


Criar um sistema para captação de água da chuva é muito interessante, visto que, além do reaproveitamento, você ainda deixa de depender totalmente da água distribuída no modelo comum. Por meio das tubulações instaladas a água será direcionada para reservatórios específicos, podendo ser utilizada posteriormente para regar as plantas, limpar áreas externas, seu carro, entre outros.


5. Reaproveite embalagens

Sabemos que é impossível não comprar produtos embalados e que em alguns casos pode ser difícil de descartar as embalagens, por isso reaproveitá-las pode ser a saída ideal. 


Por exemplo, potes de vidro, como aqueles de papinhas para bebês e café solúvel são ótimos para armazenar temperos, cereais, produtos de limpeza ou até mesmo objetos menores, como clips. Além disso, é possível utilizar potes de manteiga e sorvete para sua horta em casa, para isso basta customizá-los de acordo com seus gostos e fazer pequenos furinhos para a água ser eliminada.


6. Separe o lixo corretamente

Não realize o descarte de qualquer maneira, pois uma tarefa simples, como separar o lixo reciclável ajuda o planeta e a sociedade. Em toda cidade existem empresas ou catadores independentes que fazem esse tipo de coleta, e para isso basta se informar a respeito e iniciar a separação. 


Lembre-se que é necessário limpar as embalagens descartadas e entender quais são os materiais que podem ser reciclados para não atrapalhar a rotina desses trabalhadores.


7. Diminua o consumo de água e energia

Existem várias formas de diminuir o consumo e contribuir com o meio ambiente sem muito esforço, como:

• Apagar as luzes ao deixar o ambiente;

• Aproveitar a iluminação natural;

• Fechar a torneira ao escovar os dentes;

• Evitar banhos longos e se possível fechar o chuveiro enquanto lava o cabelo;

• Esperar ter uma boa quantidade de roupas para lavar na máquina;

• Reutilizar a água da máquina para lavar o quintal ou banheiro.


Claro que indústrias consomem muito mais esses recursos do que pessoas comuns, mas ter consciência do consumo e saber que ele pode ser evitado é um bom começo.


8. Procure locais sustentáveis para morar

Uma boa opção para quem está de mudança é procurar condomínios ou prédios com essa pegada sustentável.


Uma boa forma de facilitar essa procura é encontrar uma imobiliária, visto que ela já possui conhecimento de mercado e experiência na sua região, podendo oferecer a opção ideal de acordo com seus gostos, necessidades e orçamento. 


Ou seja, além de encontrar o local ideal, você ainda irá evitar dores de cabeça e perda de tempo com lugares que não atendam suas exigências.