Sonhando em construir sua casa?

Publicado em 25/04/2020 por Marciane Fiamoncini

Muitas pessoas sonham em construir seu lar, então o que você precisa saber para que seu sonho não se transforme em um pesadelo? 


O primeiro passo é colocar no papel o perfil da casa que você deseja: quantos cômodos? Qual o tipo de acabamento? Tendo essas respostas pode-se conversar com um engenheiro civil ou arquiteto para esboçar um croqui do desenho da sua casa, estimar a metragem total a ser construída e elaborar um orçamento do projeto e construção do imóvel.   


O orçamento de um projeto varia de acordo com as características de cada imóvel, por isso é importante conhecer suas prioridades, como saber se deseja uma suíte ou um quarto simples, se o closet é essencial, quantos dormitórios serão necessários para a família, o número de vagas de garagem, se deseja os ambientes integrados, qual a altura do pé direito, como serão as aberturas, qual o tipo de piso... Conhecendo as características do projeto, um profissional de engenharia ou arquitetura poderá lhe informar um valor médio do custo de construção por m². Desta forma pode-se calcular parte do investimento financeiro necessário. Vale lembrar que ainda não é o momento de elaborar o projeto, e sim um esboço!!


Outro ponto impactante é o valor do terreno, o ideal então é que você pesquise o valor médio de terrenos nos bairros que lhe agradam. Aqui é importante a comunicação com seu corretor de imóveis, que irá investigar a região para encontrar o terreno que se encaixa no perfil de cada cliente. Além disso, é importante apresentar os esboços para o corretor prever o tamanho mínimo do lote, a topografia do terreno e os custos para a aquisição do lote.


Um corretor bem capacitado poderá lhe apresentar opções quanto às formas de viabilizar a compra do terreno e opções para eventualmente adquirir terreno & construção através de financiamento bancário.


Não esqueça de se informar bem sobre as taxas de alvará de construção e habite-se, e sequência dos trâmites, para que o tempo total entre projeto e conclusão da obra não seja superior ao seu planejamento, principalmente se você estiver morando de aluguel ou com data de casamento marcada, por exemplo.


Um detalhe muito importante é se informar sobre a mão de obra na sua cidade, profissionais qualificados normalmente estão com a agenda cheia, então não deixe para última hora para pesquisar, orçar e contratar uma boa equipe de pedreiros, eletricista, pintores, entre outros. Não esqueça de buscar referências, a qualidade do serviço é fundamental para garantir um bom investimento do seu dinheiro e evitar dor de cabeça quando estiver morando em sua casa, afinal, o barato pode sair caro. Lembre-se, não economize em etapas como a fundação e a estrutura da casa, que sim, terá um valor agregado maior, mas são etapas que irão definir se o imóvel precisará de manutenção imediata ou não. Por isso, um bom isolamento irá evitar problemas com infiltrações, a qualidade do cimento e do aço evitará o aparecimento de rachaduras, e como ninguém quer uma casa torta, uma boa fundação evitará o recalque!


E não esqueça de que para seu imóvel estar 100% legalizado, é necessário que você faça a averbação da obra, para explicar um pouco mais sobre essa etapa, fizemos um texto sobre isso, clique aqui para ler.


Dica: Se você irá construir a casa a “quatro mãos”, saiba que terás longas conversas sobre gostos e opiniões diferentes irão surgir, então esteja preparado para abrir mão de algumas escolhas, amadureça as sugestões, tenha equilíbrio e divida seus sonhos e também as responsabilidades.


Se tiver filhos, envolva-os no projeto da casa, eles irão se sentir parte do seu sonho e vibrarão com você a cada etapa conquistada.